• Quarta-Feira, 01 de Dezembro de 2021
  • Porto Feliz - Boa noite

Feijão com tudo dentro

Videos_01

Feijão com tudo dentro


O que você sabe sobre a Cearense, comida típica de Porto Feliz?

Muito provavelmente já tenha lido em algum lugar sobre sua origem, seus criadores, a receita e, até mesmo, ter provado desta iguaria, que é Patrimônio da cidade. 
Mas você sabia que a verdadeira história do seu nome tem a ver com uma música do Ari Toledo,  “O Comedor de Giletes”, que fala sobre um cearense que, para sobreviver na cidade grande, comia giletes para ganhar uns trocados?  

História de pescador ou não, o prato fica muito mais gostoso quando acrescentado, além dos ingredientes, contos, causos e piadas. Vale até inventar sobre uma tal cearense que trabalhava no armazém, para que o nome do prato tenha mais sustança. Mas, o que não é aceitável é dizer que a história aconteceu no Mato Grosso, quando o prato é fruto da terrinha, desde a sua concepção. Sendo assim, ilustramos a Cearense para que não haja mais nenhuma sombra de dúvida.

Segundo a história, alguns pescadores estavam no antigo Clube de Pesca de Porto Feliz, em um final de semana, quando a fome bateu. Entre eles, estava Emílio Coli, Zequinha Lisboa, José Alcalá e Humberto Martelli.

Emílio Coli decidiu ir até um armazém de beira de estrada para comprar alguma coisa para comerem, pois os mantimentos que levaram para a pesca não eram suficientes. Com poucas opções, o dono do estabelecimento lhe ofereceu carne de peito de boi, tomate e cebola.
Consta que o armazém pertencia a família Trombini

De volta com os ingredientes, eles resolveram cozinhar tudo junto com o pouco de feijão que que tinham levado

Nesta época, o cantor Ari Toledo fazia muito sucesso com a música “O Comedor de Giletes”, que conta a história de um cearense que vem para a cidade grande e, passando fome, comia giletes na praia de Copacabana, para os gringos verem, em troca de alguns trocados pela apresentação.

O nome Cearense foi dado à  mistura, em homenagem a fome do nordestinho que era igual a dos pescadores.

O causo chegou nos ouvidos das esposas que resolveram incrementar o prato, acrescentando calabresa, bacon e paio.

Não demorou para que a receita se espalhasse e caísse no gosto da população. Mais tarde, restaurantes tradicionais do município passaram a reproduzir a receita, cada um a sua maneira. Os ingredientes originais foram mantidos e outros foram acrescentados para compor o prato como é conhecido hoje.

Em março de 2008, um projeto de lei foi sancionado afim de reconhecer a Cearense como o prato oficial de Porto Feliz.

Comentários