• Domingo, 21 de Outubro de 2018
  • Porto Feliz - Bom dia

Cerveja para bom entendedor

Videos_01

Cerveja para bom entendedor

Cheers, salute, viva, prost, Khan pai etc, seja lá qual for a língua, raça, etnia ou estilo, esses são exemplos de como fazer um bom brinde. Hoje, a cerveja é a terceira bebida mais consumida no mundo, perdendo apenas para a Água e o Chá. 

A história da cerveja remonta a milhares de anos, pois existem registros históricos de que por volta do ano 6000 AC, os Sumérios e Babilônios já dominavam o processo produtivo de mais de 20 tipos de cervejas. Hoje, existem mais de 400, com diferentes tipos de produção, combinação, ingredientes, armazenamento, preços e características. 

Falando em características, existem cervejas sem álcool (só podem ser consideradas como tal, quando a concentração de álcool não ultrapassar 0,5% do volume) até cervejas com graduação alcoólica que ultrapassam os 67%. Em relação ao valor, algumas cervejas custam apenas 0,33 cêntimos de Euros (garrafa de meio litro), até aquelas com valor unitário de 800 dólares, como a End Of Story, da cervejaria Brewdog. 

Os sabores encontrados nas cervejas pelo mundo são uma história a parte, pois são inúmeros. Por exemplo, tem cervejas que são preparadas com água, cevada e lúpulo (seguem a lei Alemã de pureza datada de 1516 - Reinheitsgebot), até cervejas que recebem frutas, especiarias, condimentos e vários outros ingredientes atípicos no preparo, originando cervejas com sabor de pizza, creme Buleé, abacate, bacon, dentre outros. 

A título de curiosidade, quando se fala em países com mais consumidores de cerveja, a maioria pensa nos Alemães, porém está errada, afinal os Tchecos ficam com a vitória, pois engolem cerca de 150 litros de cerveja por ano, ficando assim no topo do ranking mundial de consumo per capita. O Brasil se encontra em 17º lugar, com 62 litros e o menor país consumidor é a Índia, com 2 litros por ano. Vendo esse mercado em números gerais, ou seja, litros de cerveja,  a China é o maior consumidor com mais de 48 bilhões de litros por ano. O Brasil fica em 3º lugar, com aproximadamente 12 bilhões de litros/ano. Já a Alemanha tem a cervejaria mais antiga ainda em funcionamento, a  Weihenstephan, com mais de mil anos de produção.

Quando falamos em Brasil, se pensarmos em estilos de cervejas consumidos, 75% das cervejas vendidas no Brasil são do estilo Lager, e essas representam 90% do total de vendas no país, ou seja, a “cervejinha” comum que estamos acostumados a beber são monstruosamente donas da grande massa de  mercado, onde os outros 10%  ficam para as cervejas consideradas Premium e as artesanais.

O mercado de cervejas Premium e artesanais vem crescendo em todo o mundo e no Brasil está ganhando espaço em diferentes ambientes no dia a dia, ou seja, deixando de ser apenas acompanhamento de churrascos para disputar lugar na mesa com bebidas mais bem vista como o vinho.

A cerveja Premium acompanha diversos tipos de pratos quentes, frios e, até, sobremesa. O consumo deve ser feito com moderação, ou seja, da mesma forma que o bom vinho, inclusive cada vez mais em bons lugares, como restaurantes e casas especializadas, é oferecido carta de cervejas, com serviço de somellier e tudo, indicado uma boa cerveja para acompanhamento de um prato ou para satisfazer a vontade do cliente. 

Felizmente, o brasileiro está aprendendo, mesmo que de forma devagar, a apreciar a cerveja e não só se refrescar com ela, estupidamente gelada. Essa “nova cerveja”, assim como os vinhos, tem o melhor copo ou taça a ser servido e também a melhor temperatura para ser degustada, onde se extrai o melhor sabor, cheiro e as sutis e mais marcantes características de cada uma delas,  mudando o consumo da cerveja de quantidade para qualidade, atraindo cada vez mais adeptos. Alguns se empolgam e vão além, começando a produzir a sua própria cerveja em casa. Mas esse é um assunto para uma próxima conversa...



Lombo Suíno recheado com Bacon

É uma receita deliciosa, ótima para preparar em datas festivas! O Sabor da carne suína, aliado ao bacon, deixa a carne mais suculenta e saborosa. 

Ingredientes
1 Lombo suíno inteiro
500 gramas de bacon em pedaço
Alho triturado a gosto para temperar
Sal a gosto
Pimenta do Reino a gosto
Vinagre de vinho

Modo de preparo: 
Deixar o lombo marinando de 4 a 5 horas  nos temperos (alho+sal+pimenta+vinho)
Após esse processo, fazer um furo no lombo (de ponta a ponta, enfiar a faca e fazer com que ela atravesse o lombo inteiro)
Nessa extremidade aberta, colocar todo o bacon.
Selar o lombo inteiro numa panela, somente selar dos dois lados.
Depois de selar a carne, embrulhar em papel alumínio e deixar no forno por 40 minutos, após este tempo, retirar o alumínio.
Decorar com cebolas caramelizadas.

Harmonização
Para harmonizar este prato, escolhemos 
3 rótulos de cervejas especiais:


DORTMUND PILS - Cerveja Stout:  reconhecida pela cor escura, pelo aroma torrado, que pode lembrar café ou cappuccino, ou um toque discreto de chocolate ou cacau;  É cremosa , levemente amarga e sua espuma pode ir do claro ao marrom. Sua cor escura se deve a cevada torrada.  Cremosa e deliciosa para acompanhar carne suína e defumados.  Tipo: Stout Teor Alcoólico: 12% Temperatura : 8 a 12º C. Preço Sugerido R$16,99 garrafa 600ml.

Wals PetroleuM - A cerveja  traz no visual um precioso líquido negro com espuma cor de café de ótima formação e estabilidade. No aroma o café fica em primeiro plano, com notas sutilmente defumadas. Um corpo alto aveludado traz à boca notas de cacau, com predominância dos grãos torrados que remetem ao sabor de café expresso. O café persiste no retrogosto, com amargor proveniente dos grãos torrados e aquecimento devido aos seus 12% de teor alcólico. Uma cerveja incrível e digna representante do estilo Imperial Stout. 

A cerveja especial Wäls Petroleum ganhou em 2012 uma medalha de ouro na South Beer Cup, colocando-a no hall das melhores cervejas produzidas no Brasil e América do Sul.  Tipo: Ale , Teor Alcoólico: 12,2% Temperatura :13 a 15º C. Preço Sugerido: R$28,90 garrafa de 375ml

EISENBAHN KOLSCH - É uma cerveja de alta fermentação, coloração dourada forte, produzida com quatro tipos de malte, entre eles o malte de trigo. É uma cerveja de baixo teor de amargor e aroma levemente frutado. Familia: Ale Tipo de malte: 4, Teor Alcoolico: 4,8% Temperatura 2 a 5º C. Preço Sugerido: R$6,00 versão 355ml. Origem: Brasil

Artigo publicado na Revista BEMPORTO
Edição 12, maio 2015

Comentários