• Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019
  • Porto Feliz - Bom dia

O Brado Retumbante

Videos_01

O Brado Retumbante

O Brasil viveu, nestas últimas semanas, um período festivo, como há muito tempo não se via no país: a Copa das Copas! E, no país do futebol, a bola rolou. Até mesmo as notícias ruins do dia a dia sobre as tragédias que, infelizmente, nos habituamos com elas, os meios de comunicação deixaram relegadas ao segundo plano.

Como disse o ‘Rei’ Pelé, isso não é importante. Importante é a Copa. E assim está sendo. O povo vibra, torce, se decepciona, chora, abraça, comemora e grita gol. Até mesmo o enfermo no seu leito, cujo convênio permite que tenha televisão no quarto. Ai que bom seria se todos os dias fossem Copa e tivesse jogo da Seleção Brasileira. A cerveja gelada, as porções e os amigos todos unidos, inclusive o chefe vestindo a camisa, não da empresa, mas sim da torcida e, neste âmbito, excluído de sua posição hierárquica, igual. 

O Brasil tem um povo realmente festivo e soube aproveitar muito bem esta Copa, cada um à sua maneira e possibilidades. Gigante pela própria natureza, provou sua cordialidade por entre os povos de outros países. Muito embora, por vezes, não se entendia nada da conversa mas, a alegria era universal. Nas arquibancadas, nas ruas e nas casas, em frente à televisão, todos falavam a mesma língua, independente de sua origem. Crianças de verde e amarelo, imitando seus ídolos e sonhando em tornar-se um jogador de futebol. Florão da América, o teu futuro espelha essa grandeza!

Povo heroico que labuta dia e noite, enfrenta congestionamentos, filas e preocupações mil. Tudo em função da ordem e do progresso, pátria amada, Brasil! A rotina e as pequenas coisas do dia a dia de pessoas comuns, cheias de amor e de esperança, à terra desce para preparar o solo, arar, plantar e colher. Há também, e como há, quem colhe o que nunca plantou. Mas não teme aquele que te adora e vai à luta protestar por seus direitos. Dos filhos deste solo és mãe gentil e, unidos, mesmo com tanto sofrimento e injustiça, num sonho intenso de um penhor de igualdade, vestidos de verde e amarelo, seja em casa, nas ruas ou nos campos, o brado é retumbante: É GOL DO BRASIL!

A Copa das Copas mostrou que, neste país, é possível todos darem as mãos e, sem a necessidade do vandalismo oportuno, caminhar rumo a uma só direção e mostrou também que, mesmo aqueles que não são tão participativos, comemoraram e torceram por igual. Isso é foco e isso tem eco, é retumbante!

Cabe agora, aos filhos deste solo, em teu seio, ó liberdade, mostrar nas urnas a clava forte da justiça. Salve, Salve, Brasil!

(Artigo publicado há 3 anos. Neste mesmo ano, o povo reelegeu a presidente Dilma)

Comentários