• Segunda-Feira, 12 de Abril de 2021
  • Porto Feliz - Bom dia

Slow Kids

Videos_01

Slow Kids

Matéria publicada na REVISTA BEMPORTO em julho de 2014

O tempo voa e a infância também. De olho nisso, muitos pais aderiram ao movimento “Slow Parenting”, ou seja, pais sem pressa, que prega que as crianças devem ter menos compromissos e mais tempo para fazer nada. A ideia começou na Europa e nos Estados Unidos e se estendeu para outros países, como o Brasil. 

Em 2013, foi realizada a primeira edição do Slow kids, que contou com mais de 1.500 pais e filhos que se reuniram no Parque da Água Branca, na capital paulista. 



O evento foi realizado pela Respire Cultura, em parceria com o Instituto Alana e teve como objetivo tirar as crianças do universo tecnológico, para proporcionar brincadeiras criativas com os pais. Foi um dia inteiro no parque com música, oficina de jardinagem, fábrica de brinquedos reciclados com resíduos recolhidos no próprio parque, contadores de histórias, piquenique, e brincadeiras como pega-pega, passa anel, esconde-esconde e pular corda. A programação também contou com sessão de cinema para os pequenos. O filme escolhido para a estreia foi “A História Sem Fim”, com sessão ao ar livre.

As atividades programadas estimularam o pensamento ecológico, assim como ações sócio-educativas em que a criança, interagindo com o adulto, cria placas de sinalização para o bom convívio entre ciclistas e motoristas. Ela também aprende a como utilizar diversos materiais que seriam descartados - como pneus, tecidos, canos - para criar diversão. Esse evento foi um sucesso e pode ser reaproveitado em diversos lugares, inclusive, em Porto Feliz.


Porto Feliz

A cidade possui muitos lugares que poderiam receber esse tipo de evento, e poderia ser organizado pela própria Secretaria de Desenvolvimento Sustentável ou por alguma entidade sem fins lucrativos. 

Para a realização do Slow kids é necessário um lugar amplo e arejado, para que possam ser realizadas atividades simultaneamente e algumas atrações, como shows com marionetes, teatros, contadores de histórias, oficinas de reciclagem, artesanato, entre outros. Propriedades rurais, como chácaras ou sítios, são lugares ideais, onde as famílias possam se reunir, brincar, fazer piqueniques ou apenas curtir e ensinar seus filhos a se divertir.

Esse evento é muito importante para resgatar as origens e mostrar as crianças o verdadeiro sentido do ‘brincar’ e de ser criança, o que muitas nem sabem e isso é responsabilidade de todos. Fica a dica!



Comentários